Hanoi

Nós já havíamos brigado por tanta coisa, eu já chorei por tantas noites, que eu não achei que uma discussão sobre isso nos abalaria.

Mas abalou. E o pior, um mal entendido. Você não entendeu meu lado eu não entendi o seu, as coisas foram rolando e eu não sei mais se eu te quero.

Na verdade eu quero. Muito. Continuo querendo. Mas eu sei que me faz mal. Você vai continuar essa pedrinha de gelo e vai continuar fazendo coisas que me magoam e eu vou continuar achando que a culpa é minha quando não há culpados. Só pessoas diferentes.

Só Deus sabe o quanto eu tentei relevar. O quanto eu tentei aceitar. O quanto eu repeti “é o jeito dele”. Mas não combina. Não bate.

E agora; depois de uma semana, você nem falou nada. Você me esqueceu. Me deixou. Como se estivesse tudo bem.

E só eu e Deus sabemos o quanto qualquer palavra tua teria me feito voltar atrás e te dar mais um milhão de chances porque eu te amo tanto e te adoro tanto que mesmo ruim com você tava bom. Mas você não sente minha falta e tem uma parte de mim que agradece que você não vai procurar. Porque no fundo eu sei que é melhor assim. Que eu não quero sofrer mais um ano, chorar mais um ano, querer morrer com seus sumicos.

Não dá.

Mas a falta que eu sinto de você é tão grande.

Tão grande.

Que eu não sei se vou aguentar.

Se eu quero aguentar.

Anúncios