A dor de não saber

Uma vez eu li que o triste dos términos é a dor de não saber. E acho que essa é a maior verdade de todas.

 Na verdade nunca tivemos nada. Nada concreto, nada planejado. Mas quando nos conhecemos, eu tão triste e confusa, você tão presente, foi impossível não criar um futuro pra nós. 

E você embarcou na idéia,  triste pelo fim do seu antigo relacionamento, feliz por alguém se interessar. E eu acho que eu estava no mesmo momento.

E a gente se ajudou, se reergueu, e você se foi e me deixou com um novo fim pra lidar.

E agora, tanto tempo depois, eu não sei se você resolveu seus problemas com seu chefe. Se seu sobrinho melhorou. Se tua mãe tirou férias. Se você foi liberado de vez do médico. Se o Stefano finalmente casou. Se a banda deu certo. Se você ainda pensa em mim e em tudo que poderíamos ter sido.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: