Alguém que me empreste o casaco

Estou eu linda e bela (ou não) aguardando o médico,  quando um casal de velhinhos começa a discutir, porque ela está com frio e não tem casaco, e ele não empresta o dele. Que ele não está usando. Ele não tem frio. Não está usando.  E se recusa a emprestar. Ela ameaça ir embora sem ele, não aguardar mais a consulta, e nada. 

Não sei como é o relacionamento deles,  se estão juntos há anos, se se amaram ou se amam. Só sei que daqui a uns bons anos, se eu estiver casada, espero que meu marido tenha a decência de me proteger do frio.

Anúncios

Desastre no tinder

Cenário: Dia tedioso. Podia ter ido ao cinema, baixei o tinder. Péssima escolha. Primeiro match, conversa vai, conversa vem, o cara fala da ex. Que ainda gosta dela, não quer viver sem ela, que não sabe como será a vida. 1 ano de relacionamento e 4 dias de término. Kkkkkkkkkkkkk meu Deus. Eu mereço. Pois bem. Perdi meu dia aconselhando o cara a parar de chorar e a parar de implorar pra voltar. 

Porque me fizeste trouxa, Deus?

Por do sol do Grags

Enfim. Hahaha. 

Só pra descarregar um pouco do meu ódio. Na verdade ódio é uma palavra muito forte, não serviria aqui. Talvez decepção? Não sei. Desapontamento é melhor. 

É aquilo, as pessoas agem como X,  você espera que seja X, do nada vira Y e ninguém avisa nada. 

Essa é para você, militar frustrado. Como você bem sabia, a gente se dava bem e a gente conversava de meu il coisas. Se no fim eu não era o que você queria ou as coisas não saíram como você esperava, me avisasse.  Não somos crianças. Agora simplesmente sumir é tão ridículo que nem sei o que te falar. 

Enfim. Isso aqui foi só pra descarregar. Você não lerá mesmo. 

A volta dos que não foram

Ou: a incrível capacidade do sr. Tall de ir voltar como se nada tivesse acontecido

Eu sempre me envolvendo com caras loucos, impressionante. O sr. Tall apareceu, estamos conversando, e pra mim de boas. Mas ainda me incomoda não saber exatamente o que ele pensa ou pensou. Enfim. 

Eu e minha mania de querer explicação pro que não tem explicação. 

Passou, passou, aconteceu, já era. 

Só preciso me acostumar com isso. 

Lista da Pá do que eu não gosto nos caras

Lista da Pá é uma lista de coisas que não gostamos. Essa é uma lista utilizada pela personagem Hellen, do livro Chá de Sumiço.

Vamos a minha Lista da Pá pessoal, a de coisas que não gosto nos caras.

  1. Horas, dias, meses, anos pra responder – e depois aparecer como se nada tivesse aparecido (alô Meza, essa é sua fita).
  2. Quando adoram dizer o quanto são diferentes dos outros, feministos e esquerdomachos, maaaas quando a gente olha ele é igualzinho. Só é mais chato, porque se acha mais descontronstuide.
  3. Quando só sabem te chamar de linda, como se fosse um grande elogio. Meu, você me conhece faz tempo. Inventa alguma coisa.
  4. Quando acham que um não é um “sim” disfarçado.
  5. Quando eles não me deixam falar.
  6. Quando eles acham que eu sou idiota e preciso de explicações o tempo todo, para coisas que eu nem perguntei.
  7. Quando eles perguntam meu estado civil DO NADA. Espera eu terminar de falar, ou não puxa um assunto que eu gosto para me cortar.
  8. Quando sua cara de pau ataca e você age como se fôssemos amigos de infância, e depois some, e depois se faz de desentendido quando eu não respondo (como se eu não tivesse motivos para isso – alô Sr. Tall / fdb essa é sua fita).
  9. Caras com camisas mamãe sou forte. Desculpe, acho brega.
  10. Caras que me perguntam a mesma coisa mil vezes, achando que eu mudarei minha opinião em questão de segundos.

Respira…

“São várias formas de se sentir um lixo”

Depois que li essa frase, ela nunca mais saiu da minha cabeça. Ela fica indo e voltando,  e Deus sabe o quanto eu me identifico com ela. 

Tem a minha aparência. Eu nunca fui a bonita, a que chama a atenção. Nunca. Eu não gosto do que vejo no espelho e isso é tão deprimente. Tem a faculdade. Cada dia eu me sinto mais burra ali dentro. Sério. Parece que todo mundo entende tudo o tempo todo, esponjas sugando tudo que o professor ensina.  Tem o lance do Meza. Claro, sempre ele. Convenhamos quer chamada de iludida não deixa boas marcas. Mas não ter conseguido “segurar” o Meza me dói. Demais. Não que ele seja um objeto a ser “segurado”, mas talvez se eu tivesse me esforçado mais, as coisas teriam fluído. Sinto que com ele eu perdi a última chance que eu tinha de ter uma casa, filhos, alguém pra mim. E me sinto um fracasso por ter perdido a oportunidade. Tem o emprego. Deus, como eu queria um emprego. Odeio essas cobranças, não poder tomar um sorvete sem pensar vinte vezes se dá ou não pra pagar, ou então passar semanas me sentindo culpada por ter gasto 2 reais com um esmalte. 

Eu me sinto um lixo quando olho pra mim e vejo no que me tornei, ou melhor, não me tornei. Não me tornei mãe nem esposa, nem uma profissional de sucesso. Não tenho um cabelo fodastico nem uma aparência estonteante. Eu me vejo como algo vagando por aí sem sentido nem rumo e eu só queria poder parar de vagar, sabe? Não acordar, não pensar, não chorar, não sofrer.

Tutto molto interessante (8′

O estranho caso do cara que não queria nada sério, mas em uma semana já apareceu namorando

 ¯\_(ツ)_/¯

O estranho caso da garota que atrai esse tipo de problema, no caso, eu. 

Entradas Mais Antigas Anteriores