Arrrgh

Por que me fizeste tão inquieta, Deus?

Custava eu ser dessas que se contenta com as palavras não ditas, que aceita que as coisas são como são, que certas coisas não mudam e que às vezes o único caminho é seguir e seguir, sem olhar pra trás e sem se preocupar?

Custava ter me feito com uma mente mais calma, sem sobressaltos, sem cantos escuros, sem essa vontade de descobrir o mundo e de desvendar as mentes alheias?

Custava eu não ser tão elétrica, tão confusa, tão carente de respostas que às vezes nem os outros podem me dar?

Custava?

Anúncios

Desastre no tinder

Cenário: Dia tedioso. Podia ter ido ao cinema, baixei o tinder. Péssima escolha. Primeiro match, conversa vai, conversa vem, o cara fala da ex. Que ainda gosta dela, não quer viver sem ela, que não sabe como será a vida. 1 ano de relacionamento e 4 dias de término. Kkkkkkkkkkkkk meu Deus. Eu mereço. Pois bem. Perdi meu dia aconselhando o cara a parar de chorar e a parar de implorar pra voltar. 

Porque me fizeste trouxa, Deus?

Quebrando promessas II

Ainda sobre o militar frustrado.

Relendo o último post me veio um incômodo que normalmente não tenho. Fiquei com a sensação de que eu passei a idéia de que eu sentia falta dele, das conversas com ele e etc. Mas não é bem esse o caso.

Veja bem, era legal, tal. Mas não faz tanta falta assim. Tanto que não morri.

O apelido dele aqui é militar frustrado porque foi assim que ele se descreveu uma vez. O sonho dele era ser militar e seguir carreira na Marinha, mas havia uma miopia no meio do caminho. 

Sonhos destruídos, por assim dizer. 

Por isso ao ler o livro eu não parei de pensar nele. Porque havia o sonho da carreira militar. Mas no caso, realizado. E em sua última instância, a guerra. E o possível morrer em nome da pátria. Gostaria de saber as impressões dele sobre isso. 

Sobre a mente do Soldado Desconhecido. Se é isso que se passa na cabeça dele. Se ele de fato nunca pensou na guerra, afinal nós vivemos em um país “de paz”. Como ele lidaria com essas questões. 

Enfim. Algo pra se discutir. 
Quem sabe um dia.

Segue o baile

Se tem algo que eu preciso aprender nessa vida, é isso. Seguir o baile.

As coisas já passaram, já não tem jeito, já foi, tá feito, e eu continuo sofrendo e me descabelando e sofrendo e imitando a Alcione no por queeeeeeeeeeee

Porque sim, uai. Ou porque não. Porque o outro não quis, porque não teve química, porque a ex voltou, porque… Mil e um motivos, que dizem respeito ao outro, não a mim. Ou melhor, seria bom que fosse compartilhado, mas não vivemos no fantástico mundo de Bob.

Essa necessidade de controle e necessidade de saber só faz mal a una pessoa, e essa pessoa sou eu. 

Desapega gatinha. Segue o baile. 

Carta ao aniversariante – Lorenzo que não é Lorenzo

Hoje eu acordei me veio a falta de você (8) 
Você nem estava mais tão presente na minha cabeça, mas tinha um lembrete no meu celular do seu aniversário e eu sorri.

Sorri porque lembrei daquelas 3 semanas, que foram ótimas. Lembrei dos nossos passeios e de como você não tinha vergonha de andar com alguém dançando ao seu lado na rua (eu, no caso).

De como era legal quando você me mandava a música do dia e de como a gente conseguia falar sobre um milhão de coisas ao mesmo tempo. Te ensinei algumas gírias em português, você me   ajudou com meu italiano. Te comprei brigadeiros e você me comprou croissant com Nutella.

Você é um dos caras mais legais do planeta, sua calma e paciência são maravilhosas e você fica incrível quando não lembra a palavra certa e faz uma careta.

Nossas fotos são ridículas porque você borrou todas, mas eram tão legais as gargalhadas pós foto que eu não ligo.

Hoje é seu aniversário, e apesar de aquariano você é legal.

Parabéns e que você tenha resolvido sua vida. Parabéns e que você realize seus sonhos. Parabéns e que você continue sorrindo e cantando. 

Que o universo te guie e te guarde. 

Beijos.

Lista da Pá do que eu não gosto nos caras

Lista da Pá é uma lista de coisas que não gostamos. Essa é uma lista utilizada pela personagem Hellen, do livro Chá de Sumiço.

Vamos a minha Lista da Pá pessoal, a de coisas que não gosto nos caras.

  1. Horas, dias, meses, anos pra responder – e depois aparecer como se nada tivesse aparecido (alô Meza, essa é sua fita).
  2. Quando adoram dizer o quanto são diferentes dos outros, feministos e esquerdomachos, maaaas quando a gente olha ele é igualzinho. Só é mais chato, porque se acha mais descontronstuide.
  3. Quando só sabem te chamar de linda, como se fosse um grande elogio. Meu, você me conhece faz tempo. Inventa alguma coisa.
  4. Quando acham que um não é um “sim” disfarçado.
  5. Quando eles não me deixam falar.
  6. Quando eles acham que eu sou idiota e preciso de explicações o tempo todo, para coisas que eu nem perguntei.
  7. Quando eles perguntam meu estado civil DO NADA. Espera eu terminar de falar, ou não puxa um assunto que eu gosto para me cortar.
  8. Quando sua cara de pau ataca e você age como se fôssemos amigos de infância, e depois some, e depois se faz de desentendido quando eu não respondo (como se eu não tivesse motivos para isso – alô Sr. Tall / fdb essa é sua fita).
  9. Caras com camisas mamãe sou forte. Desculpe, acho brega.
  10. Caras que me perguntam a mesma coisa mil vezes, achando que eu mudarei minha opinião em questão de segundos.

A vida é bela

O mundo é justo e cheio de amooor  ❤

Passei em Estatística!!! Recebi o resultado da segunda prova e havia sido encaminhada para a prova final. Fiquei chateada, mas já esperava por isso. Pois na vista de prova a professora percebeu que havia corrigido uma questão errado, eu ganhei 1 ponto e passei \○/

As pessoas da turma agora acham que eu sou louca (uns pulinhos e uns gritinhos, nada de mais), mas eu não ligo. Estou muito feliz mesmo.

Entradas Mais Antigas Anteriores