Para os que ainda escrevem cartas

Comecei a ler “Para todos os garotos que já amei”, e resumindo bem basicamente: a heroína escreve cartas para todos os meninos que já amou (jura?) e misteriosamente essas cartas são enviadas. A história desenrola a partir daí, de como os garotos reagiram e como isso afetou a relação (ou não-relação dela com eles). 

Fiquei pensando o que aconteceria se os meninos encontrassem esse blog. O sr. Tall sabe, mas como ele não lê português e curiosidade não seja seu forte, duvido que tenha lido. Lorenzo que não é Lorenzo não sabe, tenho certeza. Nem o que não pode ser cortado. Meza é uma incógnita. Ele sabe que eu escrevo na Internet sobre ele, e já pediu o endereço do blog. Não dei. Se ele quisesse, sei que acharia, mas o conheço, o trabalho de procurar não deve ter atraído. 

Quase me esqueço do Chaviere… Era leitor assíduo, mas nunca escrevi sobre ele enquanto ele acompanhava. 

Enfim. 

Só uma pequena recordação das coisas que venho escrevendo.

Anúncios

Carta ao aniversariante – Lorenzo que não é Lorenzo

Hoje eu acordei me veio a falta de você (8) 
Você nem estava mais tão presente na minha cabeça, mas tinha um lembrete no meu celular do seu aniversário e eu sorri.

Sorri porque lembrei daquelas 3 semanas, que foram ótimas. Lembrei dos nossos passeios e de como você não tinha vergonha de andar com alguém dançando ao seu lado na rua (eu, no caso).

De como era legal quando você me mandava a música do dia e de como a gente conseguia falar sobre um milhão de coisas ao mesmo tempo. Te ensinei algumas gírias em português, você me   ajudou com meu italiano. Te comprei brigadeiros e você me comprou croissant com Nutella.

Você é um dos caras mais legais do planeta, sua calma e paciência são maravilhosas e você fica incrível quando não lembra a palavra certa e faz uma careta.

Nossas fotos são ridículas porque você borrou todas, mas eram tão legais as gargalhadas pós foto que eu não ligo.

Hoje é seu aniversário, e apesar de aquariano você é legal.

Parabéns e que você tenha resolvido sua vida. Parabéns e que você realize seus sonhos. Parabéns e que você continue sorrindo e cantando. 

Que o universo te guie e te guarde. 

Beijos.

Ontem fui ao Parque das Ruínas, e me lembrei do Hum, o Lorenzo que não é Lorenzo. Lembrei dele porque tirei fotos no lugar que o levei de surpresa e ele adorou. Enfim. 

Dá pra saber porque ele gostou tanto. (:

Alguém que cante

Estava ouvindo música (e cantando) e acabei caindo em umas dessas bem melosas.

Aí me lembrei do sr. Tall, e do Hum*. De como ambos gostavam / gostam de cantar e de como eu gostava disso. Todo dia tinha áudio do sr. Tall cantando, duetos incríveis no Skype e em ligações.

Das vezes que saí com o Hum sempre cantávamos no meio da rua, no metrô, nos parques. E eu podia cantar e ele acompanhava. E eu lembro da gente na grama, ele com a cabeça no meu colo, e a gente cantando.

Se eu posso pedir algo para o próximo, caso ele apareça, que ele goste de cantar.

*Hum é o Lorenzo que não é Lorenzo